Análise: Evolução de Empregos do Setor de Cervejas de Janeiro a Outubro de 2018

O últimos números de empregos divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego consolidados do CAGED demonstram que o setor de Fabricação de Cervejas e Chopes está retomando a geração de empregos.

Entretanto, como se percebe nos últimos dois anos, a grande força de geração destes empregos é das pequenas cervejarias.

Para efeitos estatísticos, a ABRACERVA considera as pequenas cervejarias aquelas que iniciam o ano em janeiro com o número inferior a 100 empregados. Acima deste patamar, são consideradas grandes cervejarias para a associação.

O número de empregos gerados neste ano até outubro é de 1757 postos novos, assim divididos por tamanho de empresas.

FONTE: MTE/SPPE/DES/CGET – CAGED LEI 4.923/65 – ABRACERVA

 

Com relação a Evolução Mensal, podemos observar que durante o ano, apesar de contar com cerca de 2% de share de mercado as pequenas cervejarias artesanais independentes geram muitas vezes, mais empregos em um mês que as grandes cervejarias.

FONTE: MTE/SPPE/DES/CGET – CAGED LEI 4.923/65 – ABRACERVA

 

E finalizando, temos os números de geração por Estados da Federação:

FONTE: MTE/SPPE/DES/CGET – CAGED LEI 4.923/65 – ABRACERVA

Diante desses número, vale a pena verificar que pequenas cervejarias que tem até 4 funcionários representaram a geração de 800 postos de trabalho. Ou seja, as menores cervejarias, praticamente geraram 50% do número de novos postos de trabalhos durante o ano.

E por estados , nas pequenas cervejarias, o destaque vai para o estado de Minas Gerais que gerou 318 novos empregos até outubro.

FONTE: MTE/SPPE/DES/CGET – CAGED LEI 4.923/65 – ABRACERVA

Diante desses dados, é incontestável a contribuição sócio-econômica das pequenas cervejarias artesanais independentes. Para o Presidente da ABRACERVA, “É crucial que o poder público deixe de dar incentivos fiscais bilionários aos grandes conglomerados multinacionais para apoiar as pequenas e médias empresas familiares”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *